Mailing list é uma base de dados de pessoas e/ou empresas com informações para contato. As informações para contato podem ser:

– Endereço e CEP;
– E-mail
– Telefone
– Ramal (dentro da empresa)

Normalmente uma mailing list pode ser de empresas (pessoas jurídicas), de pessoas físicas ou de empresas com pessoas para contato dentro da empresa, indicando cargo e departamento.

Para negócios B2B, este último tipo de lista é o de maior valor, pois já entrega a lista com o contato que deve ser alcançado dentro da empresa. Cada tipo de negócio deseja alcançar um determinado cargo da empresa. Um representante de vendas que fornece sistemas financeiros provavelmente vai querer falar com o Diretor Financeiro do cliente.

Listas Segmentadas

Para negócios B2B, os clientes-alvo pertencem a um determinado setor ou segmento. Suponhamos que o seu negócio seja uma agência digital, com sede no Rio Grande do Sul, que auxilie seus clientes a aumentarem a conversão de seus sites. Você está procurando novos clientes e deseja encontrar os que têm maior chance de contratarem o seu serviço e os que têm um bom orçamento para investir em marketing digital. Você pode querer procurar por empresas de Tecnologia da Informação, situadas no Rio Grande do Sul, com faturamento acima de R$ 5 milhões.

O mailing segmentado permite você atuar apenas no segmentado que mais lhe interessa, não perdendo tempo com clientes que não têm interesse no seu produto. Filtros para segmentação dos potenciais clientes podem incluir:

– Setor de atuação
– Sub-setor
– Região (cidade, estado, CEP, etc)
– Porte (número de funcionários)
– Faturamento
– Capital Social

Muitas empresas vendem emails na internet sem nenhuma possibilidade de segmentação, ou dizem que suas listas são segmentadas mas apresentam apenas filtros muito básicos, como estado. Outras ainda apresentam dados de baixa qualidade e desatualizados. No envio dos emails, dados desatualizados causam alto bounce rate, prejudicando a sua campanha.

De nada adianta ter uma lista com um milhão de emails se você não sabe para quem vai estes emails e se os mesmos estão corretos. É dar um tiro no escuro.

Uma lista segmentada com mil contatos, em que se sabe quais empresas vão receber a campanha e de que segmento fazem parte, vale muito mais do que uma mailing list com um milhão de contatos que não se faz ideia de quem são.

A Econodata disponibiliza uma ferramenta que permite visualizar quantas empresas existem dentro de cada setor ou estado. Navegando pelo Diretório de Empresas, é possível verificar estes números.