O universo das vendas possui uma série de métricas que devem ser acompanhadas e uma delas é o CAC (Customer Acquisition Cost – Custo de Aquisição de Cliente). Ela é calculada somando todos os seus gastos em marketing e vendas em um período específico e, depois, dividindo-os pelo número de clientes conquistados nesse mesmo tempo. Esse índice é de extrema importância, pois avalia todos os gastos para se trazer um cliente para a empresa, tais como despesas com pessoal de vendas e marketing, gastos em mídia e outras contas.

Nós, da Econodata, selecionamos algumas dicas publicadas pelo portal Enterpreneur que te ajudarão a saber qual é o seu CAC e listamos instruções para que você reduza gastos com marketing de conteúdo, por exemplo, que é extremamente importante para saber qual é o valor gasto para atrair cada cliente e avaliar se vale a pena reduzí-lo. Essa medida evita que você tenha desperdícios com sua verba de marketing, que deve ser avaliada listando os seguintes dados em uma planilha:

– Geração de conteúdo: profissionais contratados para redigir posts e o custo gerado (isso inclui banco de imagens ou vídeos, por exemplo);

– Custos com design: é importante adicionar esses custos se você pagou um designer ou programador para fazer seu blog ou hospedagem em um servidor;

– Custos de divulgação: campanhas no AdWords e no Facebook são muito importantes, mas você precisa se manter atento a esses números. Se não houver controle você corre o risco de gastar mais para atrair clientes do que ganhando com eles.

 

Como descobrir qual é o seu CAC?

Se você, por exemplo, gastou R$ 4 mil por mês com marketing e vendas e esse investimento lhe trouxe 20 clientes novos, cada cliente te custou R$ 200. Se esse valor for mais alto do que a quantia que você ganha com cada um deles significa que sua estratégia de marketing não está boa ou seu time de vendas não está alinhado.

 

Aprendendo a reduzir seus gastos com marketing de conteúdo

Um marketing de conteúdo mal gerenciado pode representar o fracasso de sua empresa. Por isso, o ideal é escutar seu time de vendas no momento de criar conteúdo, pois isso te ajudará a diminuir o tempo da venda. Manter seu blog atualizado também atrairá tráfego por meio de um material gratuito. O foco no conteúdo de fundo de funil, com webinars, vídeos e whitepapers sobre sua empresa também são essenciais para dar um “empurrão” e aumentar seu número de clientes.

 

Como avaliar se o CAC da sua empresa compensa

O fracasso do seu modelo de negócio é quando o CAC excede o LTV (LifeTime Value ou capacidade de monetizar clientes). É obrigatório ter um CAC significativamente menor que o LTV de sua empresa para ter um negócio rentável. Se você deseja aprimorar seus conhecimentos sobre CAC, nossa dica é o livro The Fusion Marketing Bible, de Lon Safko.

Essa publicação é focada nas formas de avaliar seus esforços de marketing e sinergias entre plataformas para produzir os melhores resultados, tendo como mantra a velha frase “Você não pode administrar o que você não consegue medir”.

Nesse livro, o autor cita os custos de CAC de algumas empresas tradicionais nos Estados Unidos. Confira os valores a seguir (em dólares) e avalie se seus números são parecidos:

(Viagens) Priceline.com: $7

(Telecom) Sprint PCS: $315

(Varejo) Barnesandnoble.com: $10

(Financeiro) TD Waterhouse: $175

Analisar o CAC de sua empresa é fundamental para garantir bons resultados e equilíbrio nos gastos com marketing. Invista nessa métrica e boa sorte nos negócios!